Outdoor, revista, rádio, internet, midias sociais? Onde eu invisto afinal?

Tenho percebido muitas empresas fazendo investimentos de forma totalmente equivocada, e, quando tenho a oportunidade de conversar com um destes empresários fica claro, para mim, que a prática utilizada é o “modismo”.

O “modismo” faz com que façamos investimentos muitas vezes desnecessários em mídias pelo simples motivo do “meu concorrente ter feito” e (se ter uma percepção de) que deu resultado. Ou (pior ainda) comprar um certo espaço para que “outro” não utilize. Seria hilário se não fosse triste.

Este “marketing de guerrilhanão tem relevância nenhuma na maioria dos casos e leva o que poderia ser um bom investimento em uma grande e desnecessária despesa.

No meio do caminho temos uma mudança… A prática do “modismo” se torna a prática do “achismo”.

Infelizmente os investimentos são feitos sem um conhecimento mínimo das funções de cada veículo, muito menos de uma análise criteriosa destes mesmos veículos, tais como, tiragem, público alvo, distribuição, GRP´s, dentre tantas outras análises necessárias e possíveis.

Uma campanha publicitária deve ser planejada, e como tal, criar processos criteriosos e consistentes para um resultado efetivo. Os meios são muito amplos e incluem televisão, imprensa, rádio, outdoor, direct marketing, internet, cinema… Cada um dos meios tem suas vantagens e desvantagens, mas todas elas sem um planejamento poderão ser desnecessárias

“Você daria um tiro de canhão para espantar uma mosca? Ou usaria um spray inseticida para eliminar um crocodilo? Obviamente que não. Existem ferramentas muito mais eficientes para isso.”

Um grande equívoco consiste em achar que somente se deve fazer divulgação quando “o mercado está fraco”. Publicidade e marketing é um trabalho constante e de continuidade. Você pode ter objetivos diferentes para cada momento, mas nunca deixar de fazer. Institucional, varejo, pós-venda, fomento, informativo, recall… existem diversos objetivos que podem ser explorados, mas o importante é a constância, pois do contrário, você acaba investindo muito mais quando ocorrem ações pontuais.

O melhor exercício é “lápis e papel”! Anote todos os seus objetivos e necessidades, avalie o prazo que tem para conquistá-los; Verifique o melhor custo benefício das ações que imagina. Pondere e acompanhe o desenvolvimento. Corrija o curso da estratégia se fugir do esperado. Assim você estará realmente investindo seu tempo e recursos em ações benéficas para sua empresa. Ou, continue tendo despesas…

Tem alguma dúvida? Utilize o formulário do site ou me envie um email com seu questionamento. Responderei com muita satisfação.

Vinicius Vasconcellos
vinicius@bluedock.com.br

Categorias: Papo de Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *